Parto humanizado: Tudo que você precisa saber

parto-humanizado

Para você, parto humanizado é aquele parto na água ou o parto que a Gisele Bündchen fez? Saiba que o parto humanizado vai muito além do simples parto normal e não pode ser considerado como mais um tipo de parto, mas sim um processo para o nascimento e uma forma de respeito ao tempo da mulher e do seu filho.

A escolha pelo parto humanizado tem crescido muito nos últimos anos no nosso país e pode ser realizado em casa, na maternidade ou no centro cirúrgico. Ele representa uma escolha sua e a forma de como quer ter o seu bebê.

Mas o que é parto humanizado?

Não há um consenso sobre a definição do que é parto humanizado, mas ele pode ser definido como uma forma de deixar a natureza e o tempo fisiológico da mulher agir. As intervenções médicas são mínimas e as escolhas da mãe são levadas sempre em consideração. Claro que, para que o parto seja realizado dessa forma, é necessário que a mulher e o seu filho estejam saudáveis.

No parto normal ou cesárea, há intervenções que não levam em consideração as escolhas da mulher, como a proibição da presença de um acompanhante, lavagem intestinal, jejum obrigatório, o uso do soro, medicamentos para controlar a contração, episiotomia, uso de fórceps entre outras. Já no parto humanizado a mulher é protagonista de toda a situação e como citado anteriormente, as intervenções são mínimas.

No parto humanizado precisa de médico?

O médico deve estar presente durante o trabalho de parto e nascimento, porém, tem apenas papel de expectador e só interfere caso ocorra algum problema.

O parto humanizado é vantajoso?

Se você ainda está em dúvidas na escolha do parto humanizado, saiba que há pontos bastante positivos. Há menos stress e o bebê nasce de uma forma mais tranquila.

Como não há necessidade de uso de medicamentos, anestesia, a sua recuperação tende a ser muito rápida. A top brasileira Gisele Bündchen, uma das mais famosas por ter optado pelo parto humanizado, comenta que não sofreu com dores e sua recuperação foi rápida. No outro dia já estava caminhando e fazendo panquecas. Não acredita? Veja a entrevista da modelo:

O parto normal pode ser desumanizado?

Para explicar como o parto normal pode não ser humanizado, leia o relato da veterinária Alessandra Caprara de 31 anos, que tinha tudo para ter um momento alegre e de felicidade no nascimento do seu filho, mas acabou em um momento de terror:

“São Paulo, 2006. Cheguei ao hospital com 10 centímetros de dilatação, avisando que o bebê já estava nascendo. A enfermeira da recepção confirmou com um exame de toque e me mandou para dentro. Fui recepcionada por outras enfermeiras que me colocaram numa sala de espera. Eu avisava que o bebê estava nascendo e elas diziam: ‘Calma mãezinha, você precisa tomar penicilina, está escrito no seu pré-natal’. E eu sentia o meu bebê descer pelo canal de parto… Então, outra enfermeira fez novamente o exame de toque e percebeu que eu dizia a verdade. Suspendeu a penicilina, me colocou em uma sala e pediu que eu aguardasse. Depois veio a anestesista e ordenou: ‘mãezinha, fica de indiozinho e não se mexa’. Eu, com contrações por minuto, rezava para que não viesse mais nenhuma. O obstetra não disse nada, colocou os panos, passou algo gelado em mim, me cortou e meu bebê saiu. Trouxeram ele para mim e logo depois levaram embora. Não vi mais meu marido, nem sei quando ele entrou ali. Terminei sozinha, em um quarto, sem nenhuma explicação.”

Agora que você já sabe o que é parto humanizado e seus benefícios. Assista ao vídeo do nascimento de Cora, que nasceu através do parto humanizado domiciliar e se encante:

E agora, está certa que deve escolher o parto humanizado? Então faça o pré-natal, os exames e converse com seu médico.

Insira aqui seus dados para receber gratuitamente as atualizações do Grávida Dicas.

privacy Valorizo sua privacidade. Nunca envio spam.

 

About The Author

Gizelle Cavalcante

Co-Fundadora da Carmel Digital em Fortaleza - Ceará, fundadora (e redatora) do Blog Diz Aí Gi, esposa do Luciano, mãe do Elvis (um Maltês super fofo) e querendo um filho para amar!

Comenta Aí!

1 Comment

Leave A Response

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

* Denotes Required Field