Gravidadicas.com.br

Tudo o que você precisa e deve saber antes, durante e depois da gestação você encontra aqui.

GravidezArquivo

terça-feira

16

dezembro 2014

3

Comentários

Como evitar azia e enjoo na gestação

Escrito por , Postado emGravidez

Olá, mamãe! Depois de dar dicas dos alimentos importantes para as gestantes, dessa vez vou dizer para você como evitar azia e enjoo, que são bastante comuns durante a gravidez.

Já nos primeiros três meses de gestação, cerca de 70% das mulheres sentem enjoos e a possível causa para que isso ocorra são os altos níveis do chamado hormônio da gravidez, o gonadotrofina coriônica humana, hCG ou pela falta de vitamina B6 na dieta.

(mais…)

segunda-feira

15

dezembro 2014

0

Comentários

segunda-feira

8

dezembro 2014

0

Comentários

Por que as grávidas sentem desejos?

Escrito por , Postado emGravidez

Confirmando suspeitas, uma parte é manha – carente, a gestante busca atenção com delírios gastronômicos. Mas, na verdade, fatores psicológicos não pesam tanto assim. A teoria mais aceita hoje é que aquela secura por salmão com sorvete vem da demanda por nutrientes específicos.

gravidas sentem desejosA “desnutrição relativa” não é privilégios das futuras mamães. Ao longo da vida, nosso organismo cria um banco de dados relacionando alimentos e seus nutrientes. Assim, o corpo aprende a pedir leite quando quer cálcio e ovos quando quer zinco, por exemplo. Nas grávidas, esse sentido está ligado no turbo. “A grávida se observa mais, porque se preocupa não só com ela mas também com outra vida”, diz Jocelem Mastrodi Salgado, professora do curso de nutrição e alimentos da USP. Isso explicaria um desejo comum do final da gravidez: carne malpassada. “Muitas mães sofrem anemia no último trimestre de gestação. O organismo pensa em bife sangrando como solução para a falta de ferro”, diz o nutrólogo da Unifesp João César Castro Soares.

Como se não bastasse, as grávidas ainda têm o apetite alterado por hormônios. Substâncias como o HCG (gonadotrofina coriônica humana) e a progesterona, que regulam as funções da gravidez, alteram a composição da saliva, fazendo as comidas ter outro gosto. Isso serviria de explicação para que comidas favoritas passem a ser rejeitadas, e vice-versa, além de favorecer combinações que paladares não grávidos acham ousados.

Fonte: Superinteressante

Insira aqui seus dados para receber gratuitamente as atualizações do Grávida Dicas.

privacy Valorizo sua privacidade. Nunca envio spam.

domingo

7

dezembro 2014

5

Comentários

domingo

7

dezembro 2014

1

Comentários

Cólicas na gravidez é normal?

Escrito por , Postado emGravidez

1. É comum a grávida sentir cólicas?

Segundo os médicos, dores uterinas durante a gestação são relativamente comuns e normais desde que não sejam muito frequentes e intensas. Já se as cólicas se tornam corriqueiras e fortes, é importante relatar o fato ao obstetra que faz o acompanhamento pré-natal. O primeiro e o terceiro trimestre da gravidez são a época mais sujeita a cólicas.

(mais…)

terça-feira

25

novembro 2014

2

Comentários

quinta-feira

6

novembro 2014

0

Comentários

Amamentação: Benefício mútuo para mãe e seu filho

Escrito por , Postado emGravidez

Todas nós sabemos o quanto o leite materno é importante para o crescimento e desenvolvimento de nossos bebês. A Organização Mundial da Saúde, por exemplo, recomenda que todas as mães alimentem seus filhos exclusivamente com leite materno até o sexto mês de vida. Ele possui todos os nutrientes e sais minerais que nossos pequenos necessitam nos primeiros meses de vida. No entanto, os benefícios não são exclusividade apenas para nossos filhos.

(mais…)

terça-feira

4

novembro 2014

0

Comentários

Coisas para não dizer a uma nova mãe

Escrito por , Postado emGravidez

silencio Sempre damos dicas para as mamães grávidas. Dessa vez, separamos uma lista de coisas para não dizer a uma nova mãe. Se está em dúvida do que dizer, diga apenas “Parabéns!”.

Quem avisa amiga é, não é mesmo?

Durma quando o bebê dorme!

Isso soa como um sábio conselho, mas muitas mães sabem que é quase impossível de seguir. Quando mais você deve fazer qualquer coisa, se não quando o bebê cochila? Também é difícil tirar um cochilo se você tem outras crianças que precisam de seu tempo e atenção. “Eu gostaria que as pessoas não dissessem para eu “dormir quando o bebê dormir”, sem oferecer ajuda! ” diz Eileen Zyco Wolter, mãe de dois filhos. A próxima vez que você estiver na casa de uma nova mãe, se ofereça para cuidar das crianças para que ela possa descansar um pouco.

Nossa! Você está com cara de cansada!

Noites sem dormir caminham lado a lado com a maternidade, a não ser que a nova mãe more em uma casa sem espelhos, ela provavelmente já deve ter notado aquelas bolsas sob os olhos. Então, é totalmente desnecessário apontar o dedo para ela e dizer isso.
“As pessoas me perguntam: ‘Você está dormindo?” A resposta é sempre um deprimente, ‘não’ “, diz Carrie Carroll, uma mãe de gêmeos.

Eles só ficam pior à medida que envelhecem!

Quando os pais estão vivendo a fase do recém-nascido em casa, o sono e a alimentação constante fazem com que quase não haja tempo para si mesmos, às vezes tudo o que têm para manter sua sanidade é o conhecimento que vai ficar melhor.
“Meu marido tinha uma agenda de viagens e eu estava sozinha com o bebê sentindo muitas cólicas”, diz Sally Murdoch-King. Para quem diz que a maternidade fica mais difícil com o tempo, eles são absolutamente errados! Seu amor cresce e cresce quanto mais você conhece o seu filho.

Você realmente queria um menino / menina?

Quando Amy Williams teve seu segundo menino, ela ficou chocada quando as pessoas olhavam para ela com simpatia e perguntavam: “Ahhh … você realmente não queria uma garota?” “É horrível ouvir isso de forma negativa”, diz Amy. “Os bebês não vêm com uma política cambial. Ter dois meninos tem sido a aventura mais emocionante da minha vida . Foi uma explosão!”

Você vai voltar a trabalhar em breve?

Deixe a nova mamãe aproveitar o tempo livre de trabalho com seu bebê. Ela vai ter tempo de sobra para se preocupar com o retorno ao trabalho e para lidar com as emoções de deixar seu bebê com outra pessoa.
Se ela vai voltar ao trabalho mais cedo ou mais tarde, não julgue-a. “Sua carreira é mais importante do que a sua família? Como você pode deixar alguém criar seus filhos? Quem cozinha para os seus filhos? Você tem que trabalhar?” Cada uma delas diminui a confiança da nova mãe em criar seu filho e continuar no trabalho, e realmente nunca devem serem ditas , diz Sara Sutton Fell mãe de dois filhos e do CEO / Fundador da FlexJobs de Boulder.

Você está pronta para outro?

Os novos pais ouvem essa pergunta na maioria das vezes, principalmente quando um pai/mãe tem dois ou mais filhos do mesmo sexo (“Então, você vai tentar um menino / a menina?”). É claro, você também pode correr o risco de fazer esta pergunta para uma mulher que está tentando engravidar e está tendo dificuldade. A não ser que ela confie em você, é melhor não tocar no assunto.

Ele / ela não se parece nada com você!

“Alguém me disse que meus filhos não parecem nada comigo “eles se parecem com o pai” e, em seguida, perguntou: ” Tem certeza de que são seus? Depois riu” Galluzzo lembra. O mesmo acontece quando um bebê se parece com sua mãe. Dizer a um pai: “melhor pedir um teste de paternidade”. Pode parecer engraçado para você, mas nem todos irão apreciar a piada. Em vez disso, diga a todos os novos pais o que eles querem ouvir: Seu pequeno é o bebê mais lindo que já nasceu!

Você tem que amamentar.

Leite materno é o melhor, mas muitas mães lutam com a amamentação. Se uma mãe tem que completar com leite industrializado ou decide desistir de amamentar completamente, ela não deve se sentir mal sobre a sua decisão.
O mesmo vale para uma mãe que planeja até quando vai amamentar. Embora os especialistas recomendem a amamentação por pelo menos seis meses, algumas mulheres optam por amamentar por menos tempo e outras fazem por mais tempo. Se você concorda ou discorda com a quantidade de tempo que ela planeja amamentar seu filho, é melhor você manter a sua opinião para si mesma.

Anotou? Fica a dica para não errar e passar por um aperreio!

Insira aqui seus dados para receber gratuitamente as atualizações do Grávida Dicas.

privacy Valorizo sua privacidade. Nunca envio spam.

segunda-feira

27

outubro 2014

10

Comentários

Como contar a gravidez em semanas e meses

Escrito por , Postado emGravidez

Muitas mulheres têm dúvidas em como contar as semanas do seu bebê. Como a maioria de nós sabemos, a gravidez dura em média um período de 40 semanas. Por isso, se ainda não teve uma consulta com seu médico, vá se acostumando a ouvir “semanas” e não meses em relação ao tempo da gestação.

(mais…)

segunda-feira

20

outubro 2014

1

Comentários

Parto humanizado: Tudo que você precisa saber

Escrito por , Postado emGravidez

parto-humanizado

Para você, parto humanizado é aquele parto na água ou o parto que a Gisele Bündchen fez? Saiba que o parto humanizado vai muito além do simples parto normal e não pode ser considerado como mais um tipo de parto, mas sim um processo para o nascimento e uma forma de respeito ao tempo da mulher e do seu filho.

A escolha pelo parto humanizado tem crescido muito nos últimos anos no nosso país e pode ser realizado em casa, na maternidade ou no centro cirúrgico. Ele representa uma escolha sua e a forma de como quer ter o seu bebê.

Mas o que é parto humanizado?

Não há um consenso sobre a definição do que é parto humanizado, mas ele pode ser definido como uma forma de deixar a natureza e o tempo fisiológico da mulher agir. As intervenções médicas são mínimas e as escolhas da mãe são levadas sempre em consideração. Claro que, para que o parto seja realizado dessa forma, é necessário que a mulher e o seu filho estejam saudáveis.

No parto normal ou cesárea, há intervenções que não levam em consideração as escolhas da mulher, como a proibição da presença de um acompanhante, lavagem intestinal, jejum obrigatório, o uso do soro, medicamentos para controlar a contração, episiotomia, uso de fórceps entre outras. Já no parto humanizado a mulher é protagonista de toda a situação e como citado anteriormente, as intervenções são mínimas.

No parto humanizado precisa de médico?

O médico deve estar presente durante o trabalho de parto e nascimento, porém, tem apenas papel de expectador e só interfere caso ocorra algum problema.

O parto humanizado é vantajoso?

Se você ainda está em dúvidas na escolha do parto humanizado, saiba que há pontos bastante positivos. Há menos stress e o bebê nasce de uma forma mais tranquila.

Como não há necessidade de uso de medicamentos, anestesia, a sua recuperação tende a ser muito rápida. A top brasileira Gisele Bündchen, uma das mais famosas por ter optado pelo parto humanizado, comenta que não sofreu com dores e sua recuperação foi rápida. No outro dia já estava caminhando e fazendo panquecas. Não acredita? Veja a entrevista da modelo:

O parto normal pode ser desumanizado?

Para explicar como o parto normal pode não ser humanizado, leia o relato da veterinária Alessandra Caprara de 31 anos, que tinha tudo para ter um momento alegre e de felicidade no nascimento do seu filho, mas acabou em um momento de terror:

“São Paulo, 2006. Cheguei ao hospital com 10 centímetros de dilatação, avisando que o bebê já estava nascendo. A enfermeira da recepção confirmou com um exame de toque e me mandou para dentro. Fui recepcionada por outras enfermeiras que me colocaram numa sala de espera. Eu avisava que o bebê estava nascendo e elas diziam: ‘Calma mãezinha, você precisa tomar penicilina, está escrito no seu pré-natal’. E eu sentia o meu bebê descer pelo canal de parto… Então, outra enfermeira fez novamente o exame de toque e percebeu que eu dizia a verdade. Suspendeu a penicilina, me colocou em uma sala e pediu que eu aguardasse. Depois veio a anestesista e ordenou: ‘mãezinha, fica de indiozinho e não se mexa’. Eu, com contrações por minuto, rezava para que não viesse mais nenhuma. O obstetra não disse nada, colocou os panos, passou algo gelado em mim, me cortou e meu bebê saiu. Trouxeram ele para mim e logo depois levaram embora. Não vi mais meu marido, nem sei quando ele entrou ali. Terminei sozinha, em um quarto, sem nenhuma explicação.”

Agora que você já sabe o que é parto humanizado e seus benefícios. Assista ao vídeo do nascimento de Cora, que nasceu através do parto humanizado domiciliar e se encante:

E agora, está certa que deve escolher o parto humanizado? Então faça o pré-natal, os exames e converse com seu médico.

Insira aqui seus dados para receber gratuitamente as atualizações do Grávida Dicas.

privacy Valorizo sua privacidade. Nunca envio spam.