Gravidadicas.com.br

Tudo o que você precisa e deve saber antes, durante e depois da gestação você encontra aqui.

Autor

segunda-feira

7

Março 2016

0

Comentários

Qual a diferença entre Inseminação Artificial e Fertilização in Vitro?

Escrito por , Postado emEu quero engravidar

Tratamento de fertilidade não é tudo igual. As técnicas e custos podem variar muito dependendo da causa da infertilidade. Enquanto alguns casais que consultam uma clínica de reprodução humana podem chegar a engravidar com um tratamento que restabelece o equilíbrio hormonal, outros podem precisar de doação de óvulos para realizar o sonho da gravidez.

Aqui vamos entender a diferença entre Inseminação Artificial e Fertilização in Vitro, que são os principais tratamentos de reprodução humana hoje em dia.

(mais…)

terça-feira

1

Março 2016

0

Comentários

terça-feira

23

Fevereiro 2016

0

Comentários

quarta-feira

17

Fevereiro 2016

0

Comentários

8 Coisas Importantes Sobre o Aleitamento Materno

Escrito por , Postado emMaternidade

Vale muito a pena amamentar, pelo menos tente. É importante pra você e para o bebê.  Então, para você não surtar nesse momento, aqui vão alguns fatos importantes.

1 – O leite materno é muito saudável.

Não precisa se sentir pressionada a amamentar, mas esteja ciente dos benefícios. O leite materno contém anticorpos que não podem ser modificados. “Bebês amamentados têm menos resfriados e infecções”, diz Jim Sears, MD, co-autor de O Livro do bebê. Eles também têm menos diarréia e constipação e uma diminuição da chance de ter alergias.

2 – Você, mãe, também pode ser mais saudável amamentando.

A longo prazo, a amamentação ajuda a afastar o câncer de mama e ovários. A curto prazo, o contato físico ajuda no vínculo com seu bebê.

3 – Amamentar pode ser bem difícil começo.

“Pense em fazer um curso de como amamentar enquanto ainda está grávida”, disse Melissa Kotlen Nagin, consultora de lactação em Larchmont, Nova York. Mas também pode procurar ajuda assim que o bebê nascer. Peça ajuda no hospital.

act-841501_1280

Não dá pra mentir, nos primeiros dias você pode sentir muita dor, mas isso pode ser amenizado com técnicas e com a experiência que vai adquirindo. Não ignore a dor e a vermelhidão que possa aparecer porque pode se tornar mais grave e ter uma mastite, infecção desagradável que requer antibióticos.

4 – O aleitamento materno poupa seu dinheiro.

Isso mesmo, se você só amamenta não precisa ficar preocupada com o dinheiro para comprar o leite ideal para seu filho. E isso pode sair bem caro, ainda mais quando falamos em bebês com intolerâncias e/ou alergias ao leite, por exemplo. Nesses caso, uma lata de leite pode sair por mais de 200 reais.



5 – Você é a fonte de alimento dele, por isso cuide-se.

Beba muita água, alimente-se bem e, caso haja necessidade, tome vitaminas (somente se seu médico receitar). Uma lactante precisa estar bem hidratada e alimentada.  Você também precisa relaxar, isso é muito importante já que o estresse pode afetar seu fluxo de leite.

Tome hum banho quente, afunde-se em numa cadeira confortável e lembre-se de respirar fundo. Se achar que precisa de medicação, fale com seu médico – não se medique sozinha.

6 – A amamentação pode ser conveniente.

O leite materno está sempre disponível e na temperatura ideal para seu bebê, não importa aonde você esteja. Presa em um avião por horas? Seu bebê nunca vai ficar sem comida. Além de não precisar sair de casa carregando várias latas de leites e mamadeiras esterilizadas.

7 – Muitas mulheres bombeiam o leite por várias razões.

Algumas usam para incentivar a sua oferta de leite ou para aliviar quando se tem leite demais.  Outras para poder sair e ficar um pouco despreocupada em voltar e alimentar o bebê já que tem seu leite na geladeira e é só oferecê-lo. Isso ajuda várias mães que trabalham fora de casa a continuar dando leite materno para seus bebês.

8 – Somos todas diferentes.

Faça o seu melhor, isso é o mais importante!

*Fonte: www.parents.com


quarta-feira

10

Fevereiro 2016

0

Comentários

11 Dicas de Como Apresentar o Seu Pet ao seu Bebê!

Escrito por , Postado emCuriosidades, Maternidade

“Vou deixar vocês dois se conhecendo e já volto.”

Pra começar este post, é comum ouvir (infelizmente), se está grávida e tem um animal de estimação, a pergunta “quando você vai se livrar dele?” já que o bebê vai nascer.

Certifique-se de dizer a essas pessoas que as pessoas são responsáveis ​​por mais mortes infantis do que qualquer animal. #Fato

Mas, claro, você quer ter a certeza de que ao trazer o seu bebê para casa e apresentá-lo para o seu cão ou gato (ou outro bicho) ocorrerá sem problemas.

(mais…)

quarta-feira

27

Janeiro 2016

0

Comentários

Saiba sobre o Tratamento de Fertilidade com Óvulos Doados

Escrito por , Postado emCuriosidades, Eu quero engravidar

Quando a solução para engravidar passa por um tratamento de fertilidade com óvulos doados, isto significa que a qualidade ou quantidade de óvulos disponíveis da futura mãe está comprometida. Um dos principais fatores desta causa de infertilidade é a maternidade tardia e a menopausa precoce.

A menopausa precoce ocorre quando a reserva de óvulos chega ao fim por volta dos 40 anos ou inclusive antes. Os primeiros sintomas de alerta para a menopausa são irregularidades ou ausência de menstruação e, quando chega, não existe forma de reverter a situação para devolver a fertilidade. Então, a solução para engravidar será contar com óvulos de doadoras ou óvulos próprios que tenham sido congelados anteriormente.

O ciclo de vida dos óvulos

As mulheres nascem com um estoque de óvulos (reserva ovariana) entre 500.000 e 1.000.000 óvulos, porém a maior parte deles minguam e não chegam a serem liberados durante a ovulação. No final, ao longo da vida reprodutiva, a mulher conta apenas com cerca de 400 óvulos com chances de serem fecundados.

Gestante também influencia na genética

Um ponto que gera ansiedade entre as mulheres que necessitam de óvulos doados para engravidar é a ideia de não contribuir geneticamente no desenvolvimento do bebê. Felizmente após a divulgação de uma pesquisa do IVI publicada na revista científica Development em setembro de 2015, o tratamento de Fertilização in Vitro com óvulos doados é encarado com mais esperanças, pois foi comprovada a relação genética da gestante e embrião, mesmo em casos de gestação com óvulos de doadoras.



Outras possíveis causas para o tratamento com óvulos doados

  • Falência ovariana prematura ou outros problemas nos ovários
  • Mulheres que não podem utilizar os seus próprios óvulos, ou pela má qualidade dos mesmos ou por doenças hereditárias que não podem ser detectadas através das técnicas de PGD (Diagnóstico Genético Pré-implantação)
  • Mulheres com fracassos repetidos de Fertilização in Vitro
  •  Mulheres com ovários inacessíveis para a obtenção de óvulos
  • Abortos de repetição
  • Alterações cromossômicas nos embriões

Prevenção

Fazer um acompanhamento ginecológico de rotina ajuda a identificar possíveis fatores que podem prejudicar a fertilidade, por isso é muito importante para a saúde da mulher estar em dia com os controles ginecológicos e, inclusive, solicitar ao ginecologista que peça testes hormonais e de ultrassonografia que ajudem a identificar irregularidades de forma precoce.

Sobre o IVI
Com sede em Valência, na Espanha, o Instituto Valenciano de Infertilidade (IVI) iniciou suas atividades em 1990. Possui mais de 40 clínicas em 10 países e é líder em medicina reprodutiva. O grupo conta com uma Fundação, um programa de Docência e Carreira Universitária.
www.ivi.net.br

Cadastre seu Email e Receba Dicas Imperdíveis!

privacy Valorizo sua privacidade. Nunca envio spam.

 

quarta-feira

13

Janeiro 2016

0

Comentários

quarta-feira

16

dezembro 2015

0

Comentários

Até que idade a mulher pode engravidar?

Escrito por , Postado emGravidez

Todo mundo ouviu falar de casos de alguém que conseguiu engravidar bem tarde, após os 40. Por outro lado os médicos estão sempre alertando que a fertilidade cai drasticamente a partir dos 35 anos.

Afinal, quem tem razão sobre até que idade a mulher pode ter filhos?

(mais…)

quarta-feira

9

dezembro 2015

0

Comentários

quarta-feira

18

novembro 2015

0

Comentários

Ovários Policísticos – Você Pode Engravidar!

Escrito por , Postado emCuriosidades, Eu quero engravidar

É muito comum receber o diagnóstico de ovários policísticos. Estima-se que 20% das mulheres em idade reprodutiva em algum momento desenvolvem esta disfunção que se caracteriza pela presença de micro cistos nos dois ovários. Se você tem este diagnóstico saiba que poderá engravidar sim, apesar de poder ocorrer pequenas dificuldades de ovulação e atrasos na menstruação.

(mais…)