Divórcio: contar aos filhos não precisa ser dramático, nem deixar traumas

“O papai, um dia, se apaixonou pela mamãe. E, então, eles começaram a namorar; se casaram e você nasceu. Mas, um dia, esse amor já não era o suficiente. Então cada um vai viver em uma casa diferente porque a gente não é mais namorado. Mas continua sendo seu papai e sua mamãe.”

(RSS generated with FetchRss)

Matéria completa

Comenta Aí!

Leave A Response

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

* Denotes Required Field

/ Free WordPress Plugins and WordPress Themes by Silicon Themes. Join us right now!